Scroll Top

Blog Seu orçamento Sua vida

O Ciclo ECCCA do Consumo

O ser humano é um animal insatisfeito. É da sua natureza querer sempre mais. Uma vez atingido um determinado padrão de vida, sempre queremos o degrau seguinte. Queremos um carro melhor, uma casa melhor, viajar para lugares mais interessentes, etc. Isso vale para qualquer um, dos mais pobres aos bilionários. Sim, os bilionários também estão atrás do próximo patamar, razão pela qual continuam trabalhando. Mas voltemos ao mundo dos pobres mortais, o nosso mundo.

Essa lógica é agravada por um fato muito triste: as coisas envelhecem. E não envelhecem somente do ponto de vista físico. Há também um envelhecimento do ponto de vista psicológico. É o que chamo de Ciclo ECCCA do Consumo, que podemos ver na figura a seguir:

Ciclo do Consumo - ECCCA

A compra de uma mercadoria, uma vez realizada, costuma ser acompanhada de Euforia, um estado de espírito que leva a pessoa a não pensar em outra coisa a não ser naquilo. A Euforia é seguida da Curtição, em que a mercadoria é objeto de uma contemplação mais serena. Nesta fase, a mercadoria ainda é o centro do pensamento, mas sem aquela sensação que, dizem, só experimenta quem usa drogas. Depois vem a fase do Costume. É uma fase longa, que pode durar meses ou até anos, dependendo da natureza da mercadoria. Nessa fase, a mercadoria vai, aos poucos, perdendo o seu brilho, e começa a fazer parte da paisagem. E aí, sem você perceber exatamente quando, ocorre a migração para fase de Cansaço. Nessa fase, você começa a pensar em trocar de mercadoria. Comprar outra nova, diferente, mais moderna. Esta sensação vai se agravando, até chegar na fase derradeira (se você não trocou a mercadoria antes): a fase do Asco. Nesta última fase, você simplesmente não consegue usar mais a mercadoria, não consegue sequer olhá-la. Ao chegar aqui, o pobre ser humano não tem escolha: PRECISA comprar outra mercadoria, sob pena de não conseguir sobreviver a esse estado de coisas. É nessa fase que ocorrem os endividamentos impagáveis, pois há uma força maior: a insatisfação vital.

Se você se identificou com esse ciclo, saiba que não está só: isto acontece, em diferentes nuances, com todos. Como lidar com o Ciclo ECCCA? Uma maneira é distinguir claramente o que é Essencial, o que é Necessário, e o que é Supérfluo. No artigo o Essencial, o Necessário e o Supérfluo eu desenvolvo este tema. A pergunta que deve ser respondida de maneira honesta é: posso viver sem isso? Em 99% das vezes, a resposta honesta será sim.

Mas a fase do Asco é praticamente insuportável. Simplesmente dizer “posso viver sem isso” pode ser impossível para pobres mortais que não têm treinamento em levitação e meditação transcedental. Um outro truque, então, é mudar, de alguma maneira, aquilo que está causando Asco. Por exemplo, se estamos falando de um carro, equipá-lo com alguns opcionais bacanas será mais barato do que trocá-lo. Em casa, aquele sofá velho pode assumir ares de novo se for reformado, o que costuma ser mais barato do que comprar outro. E se o problema é com o apartamento, uma boa pintura ou a troca do piso pode dar uma sobrevida. Claro, tudo isso considerando que você tem o dinheiro para estes “revamps”. Se você não tiver, talvez seja o caso de tomar algumas aulas de meditação transcedental…

No entanto, talvez a melhor forma de lidar com o Ciclo ECCCA seja tomar consciência de que não há mercadoria que nos satisfaça plenamente. Somos insaciáveis, e sempre vamos querer mais. Pense nisso antes de comprar aquela mercadoria que é o seu “sonho de consumo”.

Crédito do thumbnail: Free Digital Photos by graur razvan ionut
 

 

Gostou? Compartilhe aqui!
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.