Scroll Top

Blog Seu orçamento

Dá para parcelar em 10x sem juros!

Entre todas as invenções do ser humano, talvez a que mais mudou a face da terra tenha sido o crédito. Uma verdadeira benção: permite que você satisfaça hoje seus desejos (ou necessidades) de consumo, sem precisar ter todo o dinheiro imediatamente. Em alguns casos, é indispensável. Por exemplo, na compra de imóveis. A menos que você tenha nascido em berço de ouro, provavelmente não conseguirá comprar a casa onde vai viver sua vida a dois com o dinheiro que você e seu companheiro/a ganham mensalmente. Em outros, trata-se de uma conveniência. Até poderia esperar um pouco mais para comprar aquela geladeira, mas estou precisando tanto…

Existe uma mágica psicológica por trás do crédito: a mercadoria parece mais barata, mais acessível. Digamos que um home theater custe R$ 1.000, em 10x sem juros (ok, sabemos que não é sem juros, mas não é esse o tópico que queremos discutir aqui). Portanto, 10 parcelas de R$ 100. Há um misterioso processo cerebral, em que o 10 some das contas, e sobra apenas os R$ 100. Um home theater por apenas R$ 100! Uma barganha!

Sabemos racionalmente que não é bem assim. Que, de fato, o aparelho custa milão. Mas o cérebro não está preparado para raciocinar no tempo. Também por isso são raros os que conseguem poupar para a aposentadoria, assunto que abordaremos oportunamente. O cérebro não consegue abarcar as 10 parcelas de R$ 100. Resultado: o orçamento mensal onera-se em R$ 100 sem o indivíduo sequer sentir. A isso chamo de “cirurgia do bolso com anestesia”. Há uma estratégia amplamente utilizada pelos bons vendedores, e que funciona com base nesta falha do cérebro humano. Trata-se de lembrar ao potencial comprador que as compras podem ser parceladas. Exemplo de uma situação que certamente já aconteceu com você:

– Quanto custa esta calça?

– Tecido francês, corte italiano, marca americana… R$ 1.000

– Nossa, que caro! Não tenho dinheiro…

– Mas dá pra parcelar em 10x sem juros

Notou o truque? Como se o parcelamento tivesse o dom de tornar a mercadoria mais barata… E assim, uma mercadoria que eu não compraria de maneira alguma à vista, enfia-se no meu orçamento sorrateiramente, só porque tornou-se mais em conta… Portanto, uma regra de ouro do consumo é sempre considerar o preço inteiro da mercadoria. Estou disposto a pagar aquele tanto pelo produto? Caberia no meu orçamento? Se sim, então aí sim vejo se dá para parcelar.

Gostou? Compartilhe aqui!
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.