Scroll Top

Blog Suas dívidas

Como limpar o seu nome na praça

Guest post por Micael Teixeira, do site Quero Limpar Meu Nome

Nem preciso dizer que ficar com o nome sujo na praça é uma desgraça! Você fica impedido de fazer várias operações comerciais, tais como abertura de crédito em instituições financeiras, financiamentos, abertura de conta corrente, empréstimos e realização de compras a prazo, entre outros. Por haver alto risco de não pagar uma nova dívida, os estabelecimentos não aprovam a operação. Mais adiante lhe mostraremos passos assertivos para limpar o nome sujo na praça.

Segundo estudo realizado pela Serasa Experian, o público com maior incidência de endividamento é o da faixa etária de 26 a 30 anos. Mas se avaliarmos a figura abaixo, concluiremos que consumidores dos 18 aos 40 anos de idade estão entre os mais endividados.

Serasa

Fonte: Serasa Experian

Por isso tantas operações de crédito são canceladas ou não são aprovadas para este público mais jovem, justamente pelo alto risco já comprovado em estudo (e os bancos sabem disso!).

Podemos citar os seguintes motivos que normalmente levam à inadimplência: má administração financeira, não possuir reserva financeira, divórcio, doença, desemprego, estilo de vida esbanjador, falta de educação financeira, compulsão em comprar, vícios e educação herdada dos pais.

Citamos acima 10 motivos que levam as pessoas a ficarem com o nome sujo, mas o primeiro lugar fica para a má administração financeira, por que as pessoas em sua maioria não controlam seus gastos, e não observam o que está acontecendo com o seu dinheiro. Por não haver administração, controle e acompanhamento em suas finanças acabam entrando em dívidas.

Na próxima seção, veremos o que não fazer para limpar o seu nome na praça, porque existem muitas armadilhas e golpes com promessas de limpar o nome no SPC e Serasa sem pagar a dívida, ou pedem alguma quantia apenas para retirar seu nome dos órgãos de proteção sem precisar fazer mais nada, mas tudo não passa de uma grande mentira e um esquema fraudulento. Também lhe mostraremos o que fazer, quais as atitudes certas, os recursos e dicas.

Saiba que nunca é tarde para começar novos hábitos em sua vida financeira, e queremos que você, que está com o nome sujo, tome uma atitude a partir de hoje.

 

O que não fazer para limpar o nome na praça

Existem golpistas que prometem limpar o nome do consumidor sem que ele pague a dívida. Estes criminosos cobram um valor do cidadão para retirar o nome do cadastro de inadimplentes, mas o que realmente estão fazendo é enganar e roubar.

ladrão

Fonte: FreeDigitalPhotos

Estes golpistas divulgam os seus serviços falsos através de panfletos e até mesmo através de sites. Portanto tome muito cuidado com certas promessas como, por exemplo, retirar o nome do SPC sem pagar a dívida, saiba que isto não existe.

Estes criminosos se aproveitam do desespero dos consumidores para ganharem dinheiro fácil e cobram pelo serviço antes da solução. Em alguns exemplos que vemos em sites e panfletos, alguns cobram entre R$ 300,00 e R$ 650,00 para retirar o nome do consumidor negativado do cadastro de inadimplentes.

A realidade é que “não existe mágica”!

Existem três formas assertivas:

  • Pagamento da dívida
  • Renegociação
  • Dívida prescrita (quando ultrapassa cinco anos)

Após cinco anos o nome do endividado sai do cadastro mesmo que ele não pague a dívida. Mas, durante este tempo, terá muitas dificuldades para adquirir bens, fora outros problemas causados pela dívida.

Cuidado com os “agiotas”, não recorra a empréstimos nesta modalidade, pois chegam a cobrar juros de 15% a 20% ao mês, e isto sem dúvida no final sairá dezenas de vezes mais caro do que uma renegociação. Se você não conseguir pagar, eles tomam seus bens para pagamento da dívida.

 

O que fazer para limpar o nome na praça

Agora veremos o que fazer para limpar o nome de forma honesta, correta e assertiva. Os passos a seguir não são difíceis, mas requerem esforço e vontade vencer. Saiba que com estes passos você estará adquirindo bons hábitos em sua vida financeira.

 

Negocie a dívida

Procure o credor se você já tem em mente algum acordo a propor com o mesmo. É recomendável que você já tenha em mãos o quanto pode pagar, se há motivos que o levaram a ficar endividado, como, por exemplo, doença, desemprego, morte, acidente, entre outros. Leve documentos que comprovem o fato. Isto poderá ajudar na negociação e conseguir um bom acordo.

negociação

Fonte: FreeDigitalPhotos

Não é obrigatório que você aceite a primeira proposta. Pense, analise e planeje-se, pois em muitos casos a negociação é realizada com ótimos descontos e se o credor sentir que o endividado está disposto a pagar, ele poderá fazer boas propostas. Procure o quanto antes negociar, entrando em contato através de número de telefone 0800 do estabelecimento. Se não houver, procure o telefone, site, o endereço mais próximo para uma negociação pessoalmente.

 

Corte Gastos que não lhe farão falta

Identifique os “excessos” além dos gastos essenciais. Veja o que é supérfluo, tomando por base a sua real necessidade: tempo de chuveiro, troca de alguns produtos por similares mais baratos, mas com qualidade semelhante, e que mudam apenas a marca. Nem tudo que é barato é ruim, existem produtos bons e baratos, pesquise.

Ao fazer compras, vá com uma lista, pois assim você já estará indo com um planejamento do que irá comprar e economizará deixando de comprar coisas por impulso.

 

Renda Extra

Veja o que você pode fazer para ter um ganho extra, de modo que lhe ajude a pagar as dívidas. Tome cuidado com a qualidade de vida, porque muitas pessoas, na busca incessante por mais dinheiro, se esquecem da qualidade de vida, dormindo pouco, descansando menos e trabalhando mais do que podem, sem ter tempo para si mesmo a para a família.

 

Venda bens que não são mais utilizados para ajudar a limpar o nome

Talvez exista algum bem material que pode ser vendido para ajudar na quitação de uma dívida, desde que não lhe faça falta, ou não seja algo de real necessidade. Os sites www.bomnegocio.com e www.olx.com.br são excelentes canais de divulgação gratuita para a venda de qualquer coisa.

Não venda para um topa tudo ou casa de usados, porque lhe pagam muito menos do que vale. Venda para alguém de seu conhecimento ou anuncie em sites classificados como os descritos acima, e pode ter certeza de que pessoas farão contato para compra. Funciona!

 

Mude seus hábitos

Aproveite esta fase para mudar seus hábitos financeiros. Torne esta etapa um aprendizado, corte limites de cheque especial ou cartão de crédito, que são armadilhas do envidamento. Existem pessoas com mais de dez cartões de crédito; quantos você tem? O recomendável é, no máximo, dois cartões, e que o limite dos dois juntos não ultrapasse 50% de sua renda.

Leia sobre organização financeira, assista palestras, procure aprender sobre investimentos e isto só te fará bem!

Não é fácil mudar o estilo de vida financeiro para melhor, mas também não é impossível. Esperamos que as dicas aqui apresentadas lhe ajudem muito. E se você quiser aprender mais sobre como limpar o nome e sair das dívidas veja mais dicas em www.querolimparmeunome.com.

 

Gostou? Compartilhe aqui!
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedintumblrmail

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.